sábado, 26 de fevereiro de 2011

Escola de Samba e Zé Pereira em Itabaiana

                     Mocinha e Biu do Vasco reavivam  
 carnaval tradição
                                                                 


Ainda ontem me encontrei, em Itabaiana, com Mocinha Lopes Cavalcanti. Com sua jovialidade e alegria, e carregando nas lembranças a história dos antigos carnavais, preparava os últimos detalhes para a saída do Zé Pereira para hoje. Sem qualquer ajuda pública, buscava os amigos para que esse evento se tornasse realidade. Colocar o Zé Pereira nas ruas é o grande sonho, todos os anos, da obstinada Mocinha. Filha de Antonio Petronilo, outro grande folião, ela lembrava dos grandes blocos de frevo do passado, Taiobas e Pão Duro, dos quais seu pai participou por muitos anos.

Enquanto isso, passava em minha memória a fantasia assustadora que eu fazia, quando criança, do tal Zé Pereira, aquele homem de cabeça grande que ia chegar de trem, vindo de Pernambuco. O medo não sobrepujava a minha curiosidade infantil e eu esperava, não tão ousada, mas um pouco receosa, a passagem do Zé Pereira entre muito frevo e foliões.

Não menos incansável, e lutando para que sua Escola de Samba possa sair na avenida, Biu do Vasco,  também como Mocinha, sem ajuda financeira, não desanima e busca, entre amigos e aficionados do carnaval, a mesma possibilidade de abrilhantar e trazer, à lembrança do povo, as raízes da cultura itabaianense.

Margaret Santiago Bandeira




5 comentários:

  1. Olá!
    Me chamo Natália Bendito.
    Minha família materna e paterna são de Itabaiana. E por isso eu, apesar de ter nascido em João Pessoa, me considero de lá, digo pra todos que me perguntam de onde sou, que sou de lá. Amo Itabaiana de paixão! Adorei o blog, sempre estou dando uma olhada. Já passei muitos carnavais lá. Parabéns pela iniciativa. Saudações!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Natália, pela participação. Divulgue o blog aos conterrâneos.

    Margaret

    ResponderExcluir
  3. Margaret: Sou Fábio Mozart, filho de um amigo do seu pai, Arnaud Costa. Meu pai foi diretor do União e também carnavalesco. Parabéns pelo blog.

    Visite meu blog de crônicas:

    www.fabiomozart.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Margaret Santiago Bandeira9 de março de 2011 22:58

    Oi Fábio,
    Lembro-me de vocês todos. No blog http://uniaoitabaiana.blogspot.com o nome de seu pai está presente na organização dos estatutos do União em 1948.

    ResponderExcluir